A verdade obscura sobre o Natal que a maioria das pessoas não conhece

O natal é comemorado pela maioria das famílias do mundo, nesta ocasião, milhões de pessoas se reúnem ao redor do mundo para comemorar o possível “nascimento de Jesus”. O que muitos não sabem é que esta festa tão popular não é o que parece.

Imagem/Reprodução

Primeiramente, deixamos bem claro que não estamos aqui para agredir ou julgar sua religião, mas o nosso objetivo principal é mostrar a verdade por trás desta ocasião tão popular, caso tenha suas dúvidas relacionadas a isso, poderá pesquisar você mesmo e tirar suas próprias conclusões.

O que é o Natal?

Árvore de Natal | imagem/Reprodução

Segundo a maioria das pessoas que comemoram o Natal, esta festividade celebra o nascimento de Jesus Cristo, mas é meio difícil de entender qual a real intenção do Natal, já que o Japão que é um país budista também comemora.Infelizmente, nesta data, milhões de pessoas gastam o dinheiro que não têm, para comprar presentes caros para os seus familiares, isto ocasiona em muitas dívidas. Para as pobres crianças de rua, este dia não passa de uma época de tentação, mas é claro, nesta época as doações dobram, não vamos ver só as coisas ruins.

De onde surgiu o Papai Noel?

Papai Noel | imagem/Reprodução

A palavra Noel significa “Natal”, mas, esta palavra não aparece nenhuma vez na Bíblia, por isso, a origem do Noel é meio que incerta. Mas muitos ligam o Papai Noel com a lenda de São Nicolau, Bispo de Mira, na Ásia Menor, no século IV. Já os Noruegueses acreditam que a deusa Hertha apareça em suas lareiras, trazendo sorte para os lares. A lenda conta que as crianças colocavam meias em suas lareira e São Nicolau aparecia, deixando doces e caramelos nela. Tudo isso realmente descaracteriza o “espírito de Natal” que as pessoas comentam. Na verdade, esta comemoração não têm nada a ver com o nascimento de Jesus.

Nascimento de Jesus

Presépio de Natal | Imagem/Repodução

Durante muito tempo, até o ano de 300 d.c, o nascimento de Jesus era comemorado pelos cristãos em diferentes datas. Foi então que em 354 d.c o papa Libério, ao mesmo tempo imperador Justiniano, deu a ordem ao povo de que fosse celebrado o nascimento de Jesus em 25 de dezembro. Possivelmente, ele escolheu esta data porque nesta mesma data era comemorado o dia do deus Saturno, uma festa conhecida como Saturnália. A religião mitraica também comemorava o nascimento de um deus falso neste mesmo dia, o NATALIS INVICTI SOLIS, ou seja, “O Nascimento do Sol Vitorioso”. Isso deixa clara a real intenção da comemoração do Natal, essa comemoração é, na verdade, uma adoração disfarçada a outros deuses, sendo que Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro.

Festa Saturnália | imagem demonstrativa

O claro da idade das trevas (este período vai de Constantino até a idade Média) fizeram de tudo para que o paganismo fizesse parte do cristianismo. Um grande exemplo disso foi a criação de vários santos católicos, assim como São Cristóvão, Santa Bárbara e Santo Antônio, conhecido popularmente como santo casamenteiro.

Em que conclusão chegamos? Nós devemos ter em mente que a adoração pura não deve se misturar com adorações pagãs, não podemos “santificar” ocasiões inaprovadas pela Bíblia, ou até mesmo achar isso normal. Muitas pessoas talvez possam dizer “Mas o que importa é o que o Natal simboliza, a união da família”, mas será mesmo que temos que ter este tipo de pensamento? Em (Romanos 1:25), Paulo disse o seguinte; “Eles trocaram a verdade de Deus pela mentira, e veneraram e prestaram serviço sagrado à criação em vez de ao Criador, que é louvado para sempre. Amém”

Será mesmo que devemos trocar a verdade pela mentira só pelo simples fato de termos uma reunião entre nossas famílias, só por causa de presentes? Que reflitamos sobre isso!

[Fonte]

Comentários no Facebook

Esse pai decidiu transformar os desenhos dos filhos seus filhos em incríveis personagens de anime | O resultado é incrível!

Ilustradora recria desenhos famosos em versões muito mais impressionantes