Por que o amor é um sistema de trocas?

O amor é um sistema de troca. Não somente troca de olhares e carinhos. Troca de emoções e momentos. Reciprocidade. 


Um amor, em seu auge de sinceridade e saudáveis interesses de ambas as partes, se torna um sistema contínuo e liberal, no qual cada indivíduo se sacrifica espontânea mente em prol do bem estar próprio e do amado(a). Sacrifício esse que, de maneira explícita, se difere do “sistema social” que muitos procuram fugir; Sistema que possibilita a evolução do ser humano em quesitos emocionais. Barreiras? Existem. Mas como qualquer sistema, há um caminho retilíneo a ser seguido, logo, qualquer desvio em tal história, se torna mero “acontecimento”.

Amar não é se prender. Amar é se libertar e se entregar a infinitos sentimentos.

Comentários no Facebook

Jim Morrison, o poeta do rock que ficou entre a perfeição e a loucura

Brasileiro transforma pneus velhos em camas para animais de rua