Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida

“Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida.” – Bob marley

Na Natureza Selvagem, 2007.

Muitas pessoas vivem apenas para que as pessoas notem ela, mas essas pessoas estão erradas em viverem apenas para as outras pessoas ao seu redor notarem ela, na verdade ela precisa viver para que sua falta seja sentida.

Você certamente já assistiu o filme “Na Natureza Selvagem”, que conta a história real de Christopher McCandless, que era um jovem filho de pais ricos que após se formar na universidade como um dos melhores atletas e alunos, resolve abandonar tudo e seguir rumo ao Alasca.

Christopher McCandless, após decidir o que iria fazer, doou todo seu dinheiro para a caridade e sem falar para ninguém, seguiu seu caminho em direção ao Alasca, onde vivenciou as melhores aventuras de sua vida. Ajudando pessoas, conhecendo pessoas, trabalhando com pessoas em troca de algo, ele apenas viveu a vida dele como muitos queriam, largar tudo e ir embora.

Ele viveu sua vida ao extremo, não importando sobre o que as pessoas ao redor iriam pensar sobre ele, infelizmente ele morreu em 1992, aos 24 anos, dentro de um ônibus no meio do Alasca, e deixou uma carta dizendo:

“S.O.S. Preciso de ajuda. Estou aleijado, estou morrendo e fraco demais para sair daqui sozinho. Estou totalmente só, isso não é uma brincadeira. Pelo amor de Deus, por favor, me salvem. Estou lá fora apanhando frutas nas proximidades e devo voltar esta noite. Obrigado, Chris McCandless.”

Christopher McCandless viveu de uma forma que a sua falta foi sentida e foi até história de filme.

Caso queiram ver o filme sobre sua vida, o nome do filme é “Na Natureza Selvagem”.

Comentários no Facebook

Você não vai acreditar no que esse quadrado colorido na sua pasta de dente significa

Idoso multimilionário procura esposa a quem deixar fortuna