Psicólogos explicam os benefícios de se fazer bolos, biscoitos ou pães para outras pessoas.

Boy carefully holding heart-shaped cookie

Todos nós conhecemos aquelas pessoas que amam cozinhar para comemorar datas importantes. Qualquer acontecimento serve de pretexto para que elas preparem bolos, pães e biscoitos maravilhosos. Elas sempre estão prontas para agradar os paladares de todos em suas vidas.

No entanto, algo que poucos sabem é que o ato de cozinhar vai muito além de apenas uma necessidade humana. Quando fazemos bolos e biscoitos para outras pessoas, estamos cultivando diversos benefícios psicológicos para nós mesmos.

Assar bolos e biscoitos ajuda-nos a trabalhar autoexpressão e comunicação.

Donna Pincus, professora de ciências psicológicas e cerebrais da Boston University disse em entrevista ao site americano HuffPost que assar bolos ou biscoitos permite que as pessoas deem vazão à criatividade. Ela continua:

“Há muita literatura científica que confirma a ligação entre expressão criativa e bem-estar geral. Quer seja pintura, fazer música ou preparar um bolo, as pessoas reduzem seu estresse quando têm alguma forma de dar vazão à sua criatividade.”

Além disso, o ato de prepararmos bolos ou biscoitos para outras pessoas é uma maneira de expressarmos nossos sentimentos a elas, principalmente quando temos dificuldades com as palavras.

Assar bolos ou pães, seja para si mesmo ou para outras pessoas é uma forma de trabalhar mindfulness.

Mindfulness, também conhecida como “atenção plena”, é um estado mental que nos permite estar totalmente atentos e abertos ao momento presente, a todo tipo de pensamentos, fantasias, recordações, sensações e emoções. A prática consistente de mindfulness traz muitos benefícios para nossas vidas, incluindo aumento da felicidade e redução do estresse.Assar bolos e biscoitos pode proporcionar alguns dos mesmos benefícios do que mindfulness.

Donna Pincus disse o seguinte ao HuffPost: “Para preparar bolos ou biscoitos é preciso prestar atenção plena ao que se faz. É preciso medir as quantidades e abrir a massa. Quando você concentra sua atenção nos aromas e sabores, em estar presente com aquilo que está criando, esse ato de mindfulness, de atenção consciente no momento presente, também pode reduzir seu estresse.” A terapia com arte culinária está se tornando mais popular devido a esses benefícios e por ser conhecida como ativação comportamental.

Preparar pães ou bolos para outras pessoas é uma forma de altruísmo.

Quando preparamos bolos e biscoitos para outras pessoas, estamos praticando um hábito que está cada vez mais raro no mundo, a doação. Nós fazemos algo para outras pessoas sem pensar em obter nada em troco, e assim contribuímos para o bem-estar geral. Essa é uma verdadeira atitude altruísta.

“Assar bolos para outros pode elevar o senso de bem-estar, contribuir para a redução do estresse e fazer você sentir que fez algo de bom para o mundo, o que pode intensificar sua ligação com outras pessoas e fazê-lo sentir que a vida tem mais sentido”, disse Pincus ao HuffPost.Susan Whitbourne complementa dizendo que: “preparar bolos para outras pessoas também possui um valor simbólico, porque o prato carrega um significado tanto físico quanto emocional. Os maiores benefícios advêm quando você assa biscoitos ou bolos não para chamar a atenção ou competir com outros, mas quando você simplesmente quer compartilhar os bolos com outras pessoas que você imagina que vão apreciá-los. Desde que você seja bom em fazer os bolos ou biscoitos.” 

No entanto, apesar de essa ser uma prática muito saudável e que nos proporciona benefícios psicológicos, só funciona realmente se for uma atividade prazerosa para a pessoa. Se essa atividade o deixar estressado, os benefícios não serão os mesmos.

Você gosta de assar bolos e biscoitos para outras pessoas?  Como isso faz você se sentir? Comente abaixo!

Fonte: CONTI outra

Comentários no Facebook

Caixa paga conta de mulher sem dinheiro e recebe 300 vezes mais.

Os avós nunca morrem, eles ficam invisíveis.